recomendacoes

Motivos do Coringa para assassinar sua mãe

Por Que O Coringa Matou A Mae Dele

Após descobrir o histórico de prisão de sua mãe e as mentiras que ela lhe contou ao longo dos anos, Arthur decide fazer uma última visita enquanto ela está hospitalizada.

O destino da mãe do Coringa

Durante o filme, o Coringa descobre que sua mãe, Penny, foi internada em uma instituição psiquiátrica devido a problemas mentais. Além disso, ele fica sabendo que ela inventou a história da paternidade. Essas revelações contradizem as afirmações anteriores de Penny, que trabalhou na mansão do bilionário e afirmava ser verdadeira sua relação com ele.

Arthur parece viver em constante submissão. Juliana revelou que a transformação de Arthur no Coringa está profundamente ligada ao transtorno narcisista de sua mãe e às emoções reprimidas que ele nunca pôde expressar, como raiva e tristeza. No entanto, é importante ressaltar que a mãe dele não é a única responsável pelos problemas enfrentados por Arthur.

Ele não comete seus crimes por motivos financeiros (além do necessário para sustentar sua organização e pagar seus capangas). Seu objetivo principal não é conquistar Gotham City. Sua verdadeira intenção é eliminar o Batman, embora ele reconheça que o herói é a sua definição. O Coringa representa a maldade, mas também personifica uma força caótica.

Em um momento de fúria, o pai de Joseph ficou irritado ao vê-lo chorar e perguntou por que ele estava tão sério. Sem hesitar, cortou a boca do próprio filho, deixando uma cicatriz no lado esquerdo do rosto. As crianças da escola achavam Joseph estranho, mas ele afirmava que não era assim; na verdade, eram todos os outros.

Quantas vítimas o Coringa já fez?

Um exemplo notável é a interpretação do Coringa por Heath Ledger em O Cavaleiro das Trevas, onde o personagem foi responsável pela morte de 40 pessoas. Outras versões do vilão, como as de Jack Nicholson e Jared Leto, também tiveram seus momentos violentos com 31 e 12 assassinatos respectivamente.

You might be interested:  A Relação Familiar Complexa: O Filho Do Meu Pai, Pai Do Pastor e Eu

Uma das principais razões que levam Arthur a se tornar o assassino conhecido como Coringa está relacionada à sua origem. Segundo Penny, mãe de Arthur, ela teve um caso com Thomas quando trabalhava como empregada doméstica dele há três décadas atrás. E é revelado que Arthur é fruto dessa relação ilegítima.

No enredo, o Batman descobre que o responsável pelo assassinato de seus pais é Joe Chill, líder de uma gangue criminosa.

Bruce Wayne, aos oito anos de idade, teve sua vida feliz e saudável na Mansão Wayne abruptamente interrompida. Seus pais, Thomas e Martha Wayne, foram cruelmente assassinados por Joe Chill, um ladrão comum. Esse trágico evento ocorreu após a família ter assistido a um filme no cinema e estarem retornando para casa.

A psicopatia do Coringa: uma análise profunda

O personagem do Coringa não é classificado como um psicopata. Ao contrário dos psicopatas, que têm uma notável redução na capacidade de experimentar emoções e são insensíveis e frios, o Coringa demonstra ser genuinamente afetuoso com vários personagens. Embora seja capaz de cometer homicídios sem remorso, ele também mostra sofrimento legítimo.

O Coringa interpretado por Joaquin Phoenix é conhecido por sua doença mental, que se destaca principalmente pela risada peculiar que ele emite. Essa risada não revela sua maldade, mas sim o seu problema psicológico.

No entanto, de maneira discreta, o escritor nos transmite a ideia de que as enfermidades psicológicas demandam atenção e cuidado específico. Assim sendo, é fundamental que a sociedade adquira um melhor entendimento sobre os distúrbios mentais e reflita sobre as possíveis consequências quando essas questões são negligenciadas.

No primeiro caso, houve uma provocação por parte do pai, que usou uma faca e repetiu a pergunta “Por que está tão sério?”, enquanto colocava a lâmina na boca com o objetivo de “colocar um sorriso naquele rosto”. Já na segunda história, foi o Coringa quem realizou essa ação em si mesmo, tudo isso para ajudar sua esposa.

No mais recente encontro nos quadrinhos, o Coringa teve seu rosto cortado pelo Dollmaker enquanto estava detido no Asilo Arkham. Deixando sua pele facial na cela como uma mensagem intimidadora, ele escapou e agora retorna com um plano para perturbar a vida do Homem-Morcego, afetando todas as pessoas ligadas ao Batman.

You might be interested:  Indícios de Desejo Paterno

Motivo pelo qual o Coringa mergulha a Arlequina em um tanque de ácido

No momento em que ele estava prestes a partir, algo o fez mudar de ideia. Voltando atrás, ele pulou no tanque para resgatá-la. Foi nesse instante que Harleen Quinzel se transformou em Arlequina. No entanto, nas histórias em quadrinhos, a situação é um pouco diferente. O Coringa leva a doutora até a Química Ace e anuncia que eles irão comemorar o renascimento da moça. Em seguida, ele a lança no tanque…

No filme “Coringa”, uma das questões que intrigam os espectadores é o motivo pelo qual o personagem principal decide matar sua própria mãe. Essa ação chocante e perturbadora revela um aspecto sombrio da psicologia do Coringa, demonstrando seu profundo desequilíbrio mental e instabilidade emocional. A motivação por trás desse ato extremo pode ser interpretada como uma forma de vingança contra a figura materna, ou talvez como uma tentativa de se libertar das amarras emocionais que ela representa em sua vida conturbada. No entanto, é importante ressaltar que essa história específica faz parte de um enredo mais amplo e complexo, explorado ao longo do filme para fornecer insights sobre as origens obscuras e traumáticas do icônico vilão.

As ações do Coringa em relação à Sophie

No filme “Coringa”, alguns flashbacks são apresentados, revelando que Sophie nunca esteve presente no apartamento de Arthur. Essas cenas mostram que a relação entre eles era apenas uma fantasia criada por Arthur em sua mente perturbada. Ao retornar ao seu apartamento, vemos Arthur profundamente abalado com essa descoberta e o som das sirenes policiais ecoando do lado de fora aumenta ainda mais sua angústia.

A partir desse momento, Sophie desaparece completamente da trama e seu destino é deixado em aberto. Não há nenhuma cena ou menção posterior sobre ela no filme, o que gera especulações sobre o que realmente aconteceu com a personagem. Alguns espectadores interpretaram esse silêncio como um indício de que algo terrível possa ter ocorrido com Sophie nas mãos do Coringa.

You might be interested:  Lamento pela sua perda: Salmo de conforto para mães que perderam um filho na barriga

A insanidade do Coringa: o que a causou?

Arthur Fleck era um homem solitário e marginalizado pela sociedade. Ele vivia em uma cidade decadente, onde o caos reinava e as desigualdades sociais eram evidentes. Além disso, Arthur enfrentava dificuldades financeiras e trabalhava como palhaço para sobreviver.

A mãe de Arthur também desempenhou um papel importante na sua história trágica. Ela era uma mulher frágil e doente, com quem ele morava em um pequeno apartamento. A relação entre os dois era conturbada, pois ela sempre afirmou que Thomas Wayne (pai do Batman) seria seu verdadeiro pai biológico.

Essas informações sobre a mãe de Arthur levantaram questionamentos sobre sua origem e identidade. No decorrer do filme, descobrimos que tudo não passava de uma ilusão criada por ela para fugir da realidade cruel em que viviam.

P.S.: A morte da mãe é crucial para entendermos o processo pelo qual Arthur passa até se transformar no Coringa. Esse evento traumático acaba sendo o estopim para suas atitudes violentas e cruéis no futuro.

Objetivo do Coringa

O Coringa, conhecido como o Palhaço Príncipe do Crime, é um dos vilões mais icônicos e perturbadores das histórias em quadrinhos. Sua motivação para cometer atos de violência e caos não está ligada a objetivos convencionais como roubar, enriquecer ou dominar o mundo. Pelo contrário, sua verdadeira intenção é levar sua loucura a tudo e todos ao seu redor.

A relação entre o Coringa e Batman é complexa e simbólica. Enquanto Batman representa a ordem, justiça e racionalidade em Gotham City, o Coringa personifica a anarquia pura. Esses dois personagens são opostos complementares que se enfrentam constantemente em uma batalha psicológica intensa.

P.S.: É importante ressaltar que cada versão da história do Coringa pode apresentar diferentes motivos para suas ações violentas. No entanto, independentemente dessas variações narrativas, fica claro que seu objetivo principal não está relacionado aos clichês típicos dos vilões tradicionais; ele busca apenas espalhar caos absoluto enquanto tenta superar seu maior rival: Batman.