novo

Matérias do Novo Ensino Médio 2023: Um olhar para o futuro da educação

Materias Do Novo Ensino Medio 2023

Quais são os itinerários: Linguagens, Matemática e Ciências da Natureza. Linguagens, Matemática e Ciências Humanas e Sociais. Linguagens, Ciências Humanas e Sociais e Ciências da Natureza. Matemática, Ciências Humanas e Sociais e Ciências da Natureza.

O Ensino Médio obrigatório em 2023: uma realidade próxima?

É importante ressaltar que o Novo Ensino Médio, implementado em 2017 e estabelecido por lei, continua inalterado até os dias atuais.

O prazo final para a implementação do Novo Ensino Médio é em 2023. Em março de 2022, as escolas devem garantir que os alunos do primeiro ano tenham um mínimo de 1.000 horas anuais de ensino.

Até 2023, todas as séries do Ensino Médio deverão ter implementado o Novo Ensino Médio. É importante estar ciente das mudanças necessárias para essa transição.

É normal ter algumas dúvidas. Muitas coisas aqui talvez você já saiba, mas temos alguns detalhes importantes e comentários sobre o que você precisa implementar:

Compreendendo o Ensino Médio do Futuro

O Novo Ensino Médio em 2023 está passando por diversas mudanças significativas, evidenciando o comprometimento do MEC em estabelecer um padrão sólido para a educação nesse novo modelo.

O Novo Ensino Médio foi implementado em 2017 através da Lei 14.415, que trouxe diversas alterações para a LDB. Embora seja uma determinação relativamente recente, já completou cinco anos desde sua promulgação.

Em seguida, ocorreu a atualização das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio em 2018, introduzindo modificações adicionais.

As mudanças na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e nas Diretrizes Curriculares foram responsáveis por estabelecer a base legal e prática do Novo Ensino Médio.

Vamos analisar em detalhes o significado de cada uma dessas alterações mencionadas ao longo do texto. No entanto, é importante compreender que:

O currículo escolar passou por mudanças significativas no novo ensino médio. Além do currículo básico estabelecido pela BNCC, as escolas também devem oferecer Itinerários de Formação, sendo obrigatório disponibilizar pelo menos dois itinerários diferentes. A carga horária também foi alterada, com um acréscimo de 200 horas em relação à LDB de 1996. Agora são necessárias 3.000 horas ao longo dos anos do ensino médio. Uma novidade é a possibilidade de realizar cursos técnicos como substituto dos Itinerários de Formação, desde que o aluno cumpra as 1.800 horas totais do currículo básico regular. Além disso, foram introduzidos novos modelos de aprendizado como os Itinerários de Formação e as FICs (Formações Iniciais Continuadas), que têm foco no mercado de trabalho.

Agora vamos analisar mais minuciosamente cada um desses aspectos, começando pelo currículo escolar.

O currículo escolar do Novo Ensino Médio: O que muda em 2023?

É possível que essas alterações sejam as mais abrangentes no currículo escolar desde a implementação da Lei de Diretrizes e Bases em 1996.

O Novo Ensino Médio, embora baseado na BNCC, passou por mudanças significativas em seu currículo.

Agora, as disciplinas são divididas em quatro grandes áreas de conhecimento. Elas são as seguintes:

As áreas de conhecimento abordadas no currículo do ensino médio incluem linguagens e tecnologias, matemática e tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias, além das ciências humanas e sociais aplicadas.

O currículo escolar deve abranger quatro áreas principais do conhecimento, assim como os Itinerários Formativos, que oferecem a oportunidade de aprofundamento nessas mesmas áreas.

Os percursos de aprendizagem consistem em um conjunto de disciplinas oferecidas pelas instituições educacionais, permitindo que os alunos aprofundem seus conhecimentos e se preparem para continuar seus estudos ou ingressar no mercado de trabalho.

Veja um exemplo do MEC para entender como seria o EM de um estudante escolhendo seus Itinerários Formativos:

É importante compreender que, nos casos mencionados, o estudante deve seguir os Itinerários Formativos enquanto cumpre as horas do ensino básico regular e o currículo da BNCC.

É obrigatório que todas as escolas ofereçam pelo menos dois Itinerários Formativos, os quais devem abranger diferentes áreas do conhecimento. Um exemplo notável é o Itinerário Formativo da Cultura Digital, desenvolvido pelo CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira).

You might be interested:  Aposentadoria permitida para aqueles que completam 60 anos em 2023

Ele aplica todas as áreas de conhecimento ao mesmo tempo, envolvendo Letramento Digital, Linguagens de Programação etc. Você pode acessá-lo gratuitamente aqui..

Disciplinas do Novo Ensino Médio: Quais são?

As quatro áreas principais do novo currículo do Ensino Médio são:

1. Linguagens e suas Tecnologias: abrange disciplinas como Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira Moderna (Inglês ou Espanhol), Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação.

2. Matemática e suas Tecnologias: inclui disciplinas como Matemática pura, Estatística e Probabilidade.

3. Ciências Humanas e Sociais Aplicadas: engloba disciplinas como História, Geografia, Filosofia, Sociologia além das ciências humanas aplicadas.

4. Ciências da Natureza: envolve as disciplinas de Biologia Química Física.

Além dessas quatro áreas principais, há também a área destinada à formação Técnica e Profissional que visa preparar os estudantes para o mercado de trabalho com habilidades específicas em determinada profissão escolhida.

Essa nova estrutura curricular busca proporcionar aos alunos uma educação mais integrada entre as diferentes áreas do conhecimento através da interdisciplinaridade dos conteúdos abordados nas diversas disciplinas listadas acima

A carga horária do Novo Ensino Médio em 2023

O Ensino Médio passará por mudanças significativas, incluindo um aumento na carga horária das aulas regulares, além da adição dos Itinerários Formativos e cursos técnicos realizados durante esse período.

De forma geral, é possível definir as alterações na carga horária dessa maneira:

O Novo Ensino Médio terá um total de até 1.800 horas do currículo da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). As demais horas serão destinadas aos Itinerários Formativos ou ao Ensino Técnico, além das 3.000 horas mínimas do ensino básico regular.

Na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996, foi estabelecido um mínimo de 800 horas anuais para o ensino regular. No entanto, posteriormente, esse mínimo foi aumentado em mais 200 horas.

Uma mudança significativa ocorreu em relação à jornada de formação, que agora requer a complementação por meio de itinerários formativos. Esses itinerários devem ter uma duração total de 1.200 horas ao longo do ano, mas os alunos têm flexibilidade para decidir como cumprir essa carga horária. Um exemplo ilustrativo dessa abordagem é o seguinte: [insira aqui um exemplo específico].

A educação básica regular, representada em amarelo no currículo da BNCC, é complementada pelos Itinerários, destacados em azul. Esses itinerários somam 1.200 horas ao currículo total de 1.800 horas do primeiro e podem ser realizados em qualquer ordem escolhida pelo aluno.

Mudanças no ensino médio em 2023

O projeto de lei prevê que as seguintes disciplinas se tornem obrigatórias em todo o ciclo do ensino médio: língua espanhola, história, geografia, química, física, biologia, matemática e língua portuguesa. Além disso, também será incluída a língua inglesa como matéria obrigatória.

Lista das disciplinas obrigatórias no ensino médio:

– Língua espanhola

– História

– Geografia

– Química

– Física

– Biologia

– Matemática

– Língua portuguesa

– Língua inglesa

Funcionamento do Ensino Técnico no Novo Ensino Médio em 2023

Além disso, é possível que o estudante opte por cursar o ensino médio com foco na formação técnica e profissional. Nesse caso, é necessário conciliar as disciplinas do currículo básico estabelecido pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) com os conteúdos específicos da área técnica escolhida.

Descubra como o estudante tem a opção de ampliar sua carga horária nos Itinerários ao realizar um curso técnico em uma instituição diferente. Dessa forma, é possível atingir as 1200 horas necessárias para concluir o Novo Ensino Médio, dividindo-as entre Formações Iniciais e Continuadas e Unidades Curriculares.

O processo funciona da seguinte maneira: além de completar a formação geral básica, é necessário que o estudante também siga um caminho específico de aprendizado. Esse caminho pode ser um curso técnico realizado na própria escola em que ele estuda ou em uma instituição diferente.

Além disso, é viável combinar o curso técnico com uma Formação Inicial Continuada (FIC). Isso permite que o estudante escolha fazer diversas FICs em vez de optar por apenas um itinerário de aprendizagem.

O estudante tem a opção de optar por realizar o curso técnico, além da FIC e das Unidades Curriculares, como forma de acumular horas.

Existem diversas instalações disponíveis para os estudantes, que incluem laboratórios, oficinas, clubes, observatórios, incubadoras e núcleos de estudos. Além disso, também há espaços dedicados à criação artística.

No entanto, é necessário explorar com mais detalhes as Unidades Curriculares do Novo Ensino Médio.

Quais disciplinas serão incluídas no Novo Ensino Médio em 2024?

No projeto de lei, são propostas diversas matérias que farão parte do currículo escolar. Entre elas estão língua portuguesa, língua espanhola, língua inglesa, matemática, história, geografia e ciências naturais.

You might be interested:  Valor da Renovação da CNH 2023: Atualização de Documento Essencial para Motoristas

Já a língua espanhola será oferecida como uma opção adicional aos alunos. O objetivo é proporcionar o aprendizado de um segundo idioma ampliando as habilidades comunicativas e culturais dos estudantes.

Da mesma forma, a língua inglesa também estará presente no currículo escolar. Com a globalização cada vez mais presente em nossas vidas, dominar o inglês se tornou fundamental para acessar oportunidades acadêmicas e profissionais.

Matemática será outra matéria obrigatória no projeto de lei. Ela auxilia na formação lógica dos estudantes através do estudo de números, operações matemáticas básicas e resolução de problemas.

Geografia ensinará sobre diferentes lugares do mundo: seus aspectos físicos (relevo, clima), políticos (países) e socioeconômicos (cultura). Os alunos terão a oportunidade de entender melhor seu próprio país assim como outros ao redor do globo terrestre.

Química, física e biologia compõem as disciplinas de ciências naturais. Elas abordarão os princípios básicos dessas áreas do conhecimento, permitindo aos estudantes entender melhor o mundo ao seu redor e desenvolver habilidades científicas.

Por exemplo, para praticar língua portuguesa é recomendado ler livros clássicos da literatura brasileira como “Dom Casmurro” de Machado de Assis ou “Memórias Póstumas de Brás Cubas”. Para geografia, pode-se assistir documentários sobre diferentes países e culturas. E para as ciências naturais, é possível fazer experiências simples como observar reações químicas com materiais domésticos ou construir pequenos circuitos elétricos usando pilhas e fios condutores.

As Disciplinas do Novo Ensino Médio em 2023

As Unidades Curriculares são essenciais para a implementação do Novo Ensino Médio, permitindo que os estudantes assumam um papel mais ativo em sua própria aprendizagem. Uma abordagem particularmente eficaz é a integração da cultura maker nas atividades propostas.

As Unidades Curriculares estão estreitamente ligadas aos Itinerários Formativos. Para formular um Itinerário, é preciso ter pelo menos uma Unidade Curricular associada.

Dessa forma, é necessário que o trajeto seja elaborado com a assistência da Unidade.

Conforme mencionado anteriormente, as Unidades Curriculares apresentadas são focadas na aplicação prática dos alunos. Nesse momento, eles têm a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos teóricos adquiridos até então.

As instituições de ensino devem proporcionar aos estudantes os recursos necessários para que eles desenvolvam sua própria autonomia. E as Unidades são a forma mais eficiente de alcançar esse objetivo.

Quantidade de disciplinas no primeiro ano do Novo Ensino Médio 2024

O ensino médio tradicional no Brasil é composto por 12 disciplinas obrigatórias que são estudadas ao longo dos três anos dessa fase de ensino. Essas disciplinas abrangem diferentes áreas do conhecimento, como matemática, português, história, geografia e ciências. Cada uma delas possui seus próprios conteúdos programáticos e objetivos de aprendizagem.

No segundo ano do ensino médio, os alunos aprofundam seus conhecimentos nas diversas áreas do currículo escolar. Eles podem ter aulas mais avançadas em matemática (como álgebra e geometria), literatura brasileira ou mundial em português e história contemporânea.

Já no terceiro ano do ensino médio, os alunos se preparam para exames vestibulares ou processos seletivos para ingressarem na universidade. Nesse período crucial da vida acadêmica dos estudantes brasileiros, eles revisam todos os conteúdos aprendidos anteriormente nas diferentes disciplinas obrigatórias.

Para ajudar nessa jornada educacional desafiadora durante o ensino médio tradicional no Brasil, é importante criar um cronograma de estudos eficiente que permita aos alunos dedicarem tempo suficiente a cada uma das 12 disciplinas obrigatórias. Além disso, utilizar técnicas de estudo adequadas pode ser muito útil para assimilar melhor o conteúdo apresentado em sala de aula. Por exemplo, fazer resumos, criar mapas mentais e resolver exercícios práticos são estratégias eficazes para reforçar o aprendizado.

A preparação da sua escola para o Novo Ensino Médio em 2023

A escola enfrenta o desafio de lidar com uma grande quantidade de novas informações, que precisam ser criadas, processadas e executadas. Muitos educadores sentem a pressão do tempo para implementar todas essas mudanças necessárias.

Compreendemos que a implementação do Novo Ensino Médio implica em um acréscimo significativo de conteúdo curricular para as escolas, o que pode representar um desafio considerável.

O melhor jeito de fazer esse trabalho é com um sistema de gestão escolar. Com um, você consegue organizar suas turmas, currículos e acompanhar as horas de um jeito muito mais eficaz que os velhos diários escritos com as ferramentas mais antigas do mundo: a mão e o lápis.

Com a crescente participação dos alunos, é cada vez mais comum encontrarmos diferentes currículos individuais ao invés de várias turmas com currículos diversos.

Cada estudante é responsável por criar o seu próprio currículo, e de acordo com as normas estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC), todas as horas cursadas devem ser registradas para que o aluno possa concluir a sua formação.

You might be interested:  Reforma da Previdência proposta por Lula em 2023

Aqui no blog sempre falamos sobre como daqui há algum tempo seria simplesmente inviável trabalhar sem um sistema de gestão escolar. Esse tempo chegou com o Novo Ensino Médio: é 2023.

Descubra o IScholar, uma solução de gestão escolar que trará benefícios para a sua instituição de ensino!

As mudanças do Novo Ensino Médio

O documento destinado especificamente ao ensino médio foi aprovado em dezembro de 2018 e estabeleceu que a etapa fosse dividida em quatro áreas do conhecimento:

1. Linguagens e suas Tecnologias

2. Matemática e suas Tecnologias

3. Ciências da Natureza e suas Tecnologias

4. Ciências Humanas e Sociais Aplicadas

A obrigatoriedade do Novo Ensino Médio

A partir de 2023, o novo modelo do Ensino Médio será obrigatório em todas as escolas do país, sejam elas públicas ou privadas. A legislação estabelece um aumento progressivo na carga horária, substituindo o mínimo anterior de 800 horas-aula por ano (totalizando 2.400 ao longo dos três anos) por uma nova estrutura curricular mais flexível e diversificada.

As disciplinas tradicionais serão mantidas, como Matemática, Português e Ciências da Natureza. No entanto, haverá maior ênfase no desenvolvimento de competências e habilidades essenciais para a vida pessoal e profissional dos estudantes.

Além das matérias básicas já conhecidas pelos alunos, serão incluídas novas áreas de conhecimento que visam ampliar a formação integral dos jovens. Essas áreas são:

1. Linguagens e suas tecnologias: abrangendo Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Língua Estrangeira Moderna (Inglês ou Espanhol), Artes Visuais e Música.

2. Matemática: com foco em raciocínio lógico-matemático aplicado a situações cotidianas.

3. Ciências Humanas: englobando História Geral e do Brasil, Geografia Geral e do Brasil,

Sociologia e Filosofia.

4. Ciências da Natureza: envolvendo Biologia,

Química Física

5.Tecnologias Aplicadas à Educação : introduzindo conceitos relacionados às tecnologias digitais utilizadas no processo educacional.

7. Empreendedorismo: estimulando o espírito empreendedor dos estudantes, desenvolvendo habilidades para a gestão de negócios e projetos.

8. Educação Financeira: fornecendo conhecimentos sobre finanças pessoais, investimentos e planejamento financeiro.

9. Ética e Cidadania: discutindo valores éticos, direitos humanos, diversidade cultural e responsabilidade social.

10. Orientação Profissional: auxiliando os alunos na escolha da carreira profissional por meio de atividades que exploram diferentes áreas do conhecimento.

Essa nova estrutura curricular busca proporcionar uma formação mais completa aos estudantes do Ensino Médio, preparando-os para os desafios futuros tanto no mercado de trabalho quanto na vida em sociedade.

Os 4 caminhos de formação são quais?

No novo Ensino Médio de 2023, as disciplinas serão organizadas em quatro áreas de conhecimento, chamadas de “Materias do Novo Ensino Medio”. São elas:

1. Linguagens e suas tecnologias.

2. Matemática e suas tecnologias.

3. Ciências da natureza e suas tecnologias.

4. Ciências humanas e sociais aplicadas.

Além dessas áreas, também será oferecida a formação técnica e profissional aos estudantes.

Essa nova estrutura curricular visa proporcionar uma formação mais integrada, contextualizada e voltada para o desenvolvimento das habilidades necessárias para o mundo atual.

Quantidade de matérias no segundo ano do ensino médio em 2024

A nova BNCC (Base Nacional Comum Curricular) estabelece diretrizes para o ensino médio, visando uma formação mais completa e alinhada com as necessidades dos estudantes. Nesse sentido, é importante que os materiais utilizados no processo de aprendizagem estejam atualizados e em conformidade com essas diretrizes.

Pensando nisso, foi desenvolvido um curso online de exercícios voltado para a 2ª série do ensino médio. Esse curso abrange todos os assuntos estudados nessa etapa escolar e está organizado em oito matérias principais: Matemática, Português, História, Geografia, Biologia, Química, Física e Inglês.

Cada matéria conta com uma seleção cuidadosa de exercícios que contemplam os conteúdos previstos na BNCC. Dessa forma, os estudantes têm a oportunidade de praticar e consolidar seus conhecimentos em cada disciplina.

Além disso, o curso online oferece recursos adicionais como videoaulas explicativas e material complementar para auxiliar no estudo das diferentes matérias. Esses recursos são elaborados por professores especializados em cada área do conhecimento.

Com essa proposta pedagógica alinhada à nova BNCC, o curso online de exercícios proporciona aos alunos uma preparação adequada para enfrentarem as demandas do ensino médio. Ao praticarem os conteúdos específicos de cada matéria através dos exercícios propostos no curso online, eles podem adquirir confiança e segurança nas suas habilidades acadêmicas.

Portanto,o acesso a esse tipo de material é fundamental para garantir uma educação eficiente e de qualidade, que esteja em consonância com as diretrizes estabelecidas pela BNCC. O curso online de exercícios se apresenta como uma ferramenta valiosa para os estudantes do ensino médio, auxiliando-os no processo de aprendizagem e preparação para o futuro.