multa

Qual é o valor da multa por falar no celular?

Quanto E Uma Multa Por Falar No Celular

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e fale com o especialista! A multa por falar no celular é de R$ 293,47, considerada gravíssima e acrescentando 7 pontos na CNH. 28 Cʼhwe. 2024

Valor da Multa por Falar no Celular

No momento, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), não é considerado crime dirigir usando o celular. No entanto, essa ação é classificada como uma infração administrativa gravíssima, resultando em multa no valor de R$ 293,47 e sete pontos na CNH do condutor.

Acreditamos que a multa atual pelo uso do celular não cumpre seu objetivo de desencorajar o comportamento perigoso que se tornou cada vez mais comum nos últimos anos, especialmente agora que o uso de celulares é tão difundido. Por essas razões, sugerimos aumentar em duas vezes o valor da multa base para infrações consideradas gravíssimas. Essa é a justificativa apresentada pela senadora.

O Preço a Pagar por Usar o Celular: Multas em Questão

O uso do celular ao volante é extremamente perigoso, como indicado pelas diretrizes da Abramet. Digitar mensagens de texto enquanto se dirige resulta em uma distração significativa, levando o condutor a dirigir vários metros sem prestar atenção na estrada por cerca de 4,5 segundos.

Essa falta de atenção pode ter consequências graves nas estradas. Dependendo da velocidade, o condutor pode percorrer uma distância de até 100 metros sem estar completamente concentrado, o que é tempo suficiente para causar acidentes com pedestres, ciclistas e outros veículos.

De acordo com Alysson Coimbra, médico do tráfego e diretor científico da Ammetra, enviar mensagens pelo WhatsApp enquanto se dirige a 80 km/h é tão perigoso quanto dirigir de olhos vendados em um campo de futebol oficial.

Além disso, é importante destacar que o perigo persiste mesmo após encerrar a atividade no celular. De acordo com a Abramet, uma conversa telefônica mantém a mente focada na chamada por um período de aproximadamente três segundos após o envio de uma mensagem de texto. Isso significa que, se um veículo estiver viajando em uma velocidade média de 100 km/h, ele percorrerá mais de 90 metros sob o efeito residual da ligação. Portanto, é fundamental estar ciente desse risco ao utilizar dispositivos móveis enquanto dirigimos.

De acordo com as diretrizes da Abramet, o cérebro tem uma capacidade limitada de alocar neurônios para atividades que requerem atenção, não adicionando áreas cerebrais quando várias tarefas são realizadas ao mesmo tempo. O desempenho cerebral é afetado quando ouvimos, compreendemos e falamos enquanto dirigimos um veículo automotor. Quando executamos duas ou mais tarefas simultaneamente, o cérebro tende a negligenciar parcialmente uma ou mais delas. É importante estar ciente desses riscos.

O CUSTO DE DISTRAÇÃO: Multas por uso de celular ao volante

O uso do celular enquanto se dirige é um problema sério que está diretamente relacionado à falta de atenção ao volante. De acordo com a Abramet, cerca de 14% dos acidentes fatais são causados por essa distração.

Um estudo conduzido em parceria com o Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas de São Paulo (IOT), realizado no autódromo de Interlagos, confirmou a ligação. Os participantes que seguravam um celular na mão realizaram movimentos bruscos no volante e curvas exageradas ao executar manobras simples para contornar uma fileira de cones.

Durante um estudo, os participantes diminuíram a velocidade de 90 km/h para 60 km/h ao conversarem pelo celular e quase pararam na estrada enquanto enviavam mensagens. Durante testes com cones, eles só conseguiram desviar no último momento, o que mostra o quão difícil é dirigir quando a atenção está dividida e é necessário tomar decisões rápidas para evitar acidentes de trânsito.

O uso do celular ao volante é mais frequente entre os jovens, especialmente aqueles com menos de 30 anos. Além disso, as mulheres têm maior probabilidade do que os homens de se envolverem em acidentes de trânsito enquanto dirigem distraídas. A dependência dos smartphones atingiu um nível preocupante, como evidenciado por um estudo realizado nos Estados Unidos pela Abramet. Esse estudo revelou que motoristas jovens admitiram acessar sites enquanto estão ao volante e se sentirem “perdidos e desconfortáveis” sem o telefone celular.

Valor da multa por uso de celular?

A partir de agora, se alguém for pego falando ou mexendo no celular enquanto dirige, terá que pagar uma multa no valor de R$ 293,47. Antes, essa infração era considerada média e a multa era mais baixa. No entanto, com a mudança na legislação, o uso do celular ao volante passou a ser classificado como uma infração gravíssima.

You might be interested:  Qual é a penalidade por não contratar menor aprendiz?

Essa nova classificação significa que as consequências para quem desrespeitar a lei são mais severas. Além da multa mais alta, o motorista também receberá sete pontos na carteira de habilitação e terá seu veículo retido até que seja regularizada a situação.

É importante ressaltar que essa medida foi tomada visando à segurança no trânsito. O uso do celular enquanto dirige é uma distração perigosa e pode causar acidentes graves. Portanto, é fundamental evitar qualquer tipo de atividade com o aparelho durante a condução do veículo para garantir não apenas sua própria segurança, mas também a dos demais usuários das vias públicas.

Multa por Uso de Celular: Qual o Valor?

Um dado alarmante relacionado ao uso de celulares enquanto dirigimos chama a atenção. A maioria dos motoristas minimiza os perigos de manusear o smartphone, condenando o hábito de dirigir alcoolizado, mas relevando o envio de mensagens de texto ao volante. Acredita-se que 70% dos motoristas reconhecem que direção e telefone celular não são uma combinação segura, porém apenas 20% evitam essa prática. Embora no Brasil ainda não tenhamos dados concretos sobre os danos causados pelo uso do celular ao volante – aliás, a falta de estatísticas sobre acidentes no trânsito é um grande problema enfrentado pelo poder público brasileiro nesse setor -, outros países já realizaram pesquisas e os números são assustadores.

De acordo com a Diretoria Nacional de Tráfego (DGT) da Espanha, cerca de 59% dos motoristas no país se envolvem em atividades de edição de texto enquanto dirigem. Além disso, estima-se que falhas na atenção ao volante sejam responsáveis por aproximadamente 35% dos acidentes fatais.

De acordo com a Abramet, um estudo recente publicado na revista New England Journal of Medicine revelou que a falta de atenção ao dirigir devido ao uso do celular aumenta em quatro vezes o risco de colisões durante chamadas curtas. Essa taxa é equivalente aos danos causados pelo consumo legalmente permitido de bebidas alcoólicas.

O uso de mensagens de texto aumenta consideravelmente os perigos de se envolver em acidentes de trânsito. Verificar mensagens enquanto dirige pode resultar em um aumento de 400% no risco, enquanto digitar mensagens pode levar a um aumento de 23%.

Recorrer de multa por uso de celular é possível?

Dirigir manuseando o celular é uma infração gravíssima, pois exige muita atenção do motorista e representa uma responsabilidade enorme. Felizmente, existe a possibilidade de recorrer da multa por essa conduta. No entanto, é importante ressaltar que o trânsito brasileiro está entre os mais perigosos do mundo, resultando em um alto número de mortes.

Alguns fatores contribuem para a gravidade dessa situação:

1. Distração: O uso do celular ao volante desvia a atenção do motorista para atividades não relacionadas à direção, aumentando consideravelmente o risco de acidentes.

2. Tempo de reação reduzido: Ao utilizar o celular enquanto dirige, as habilidades necessárias para tomar decisões rápidas e evitar colisões são comprometidas.

3. Desvio visual: Olhar para a tela do celular implica em desviar os olhos da estrada, tornando-se ainda mais perigoso quando se trata de mensagens ou aplicativos que exigem maior tempo de leitura.

4. Aumento das chances de colisão frontal: Dirigir com celular pode levar à invasão da faixa oposta ou até mesmo ultrapassar sem perceber outros veículos na via contrária.

É fundamental conscientizar os motoristas sobre esses riscos e promover campanhas educativas visando à segurança no trânsito. Além disso, é necessário investimento em fiscalização eficiente e punições rigorosas para coibir esse comportamento irresponsável nas ruas e estradas brasileiras

LEGISLAÇÃO MAIS RIGOROSA, MAS AINDA SEM RESULTADOS

O uso excessivo do celular enquanto se está dirigindo tem se tornado um problema cada vez mais comum, especialmente devido aos serviços de delivery e transporte por aplicativo, como Uber e 99. Mesmo com a alteração da legislação em 2016, que aumentou as penalidades para aqueles que seguram ou manuseiam o aparelho durante a condução – antes disso, apenas o uso era mencionado na lei -, ainda não foi possível eliminar esse hábito perigoso.

Valor da multa do artigo 252: qual é?

O inciso VII foi adicionado ao artigo 252 pela Lei n. 13.154/15, estabelecendo uma nova infração média no trânsito. Essa infração consiste em dirigir um veículo enquanto se realiza a cobrança de tarifa com o veículo em movimento. A penalidade para essa infração é uma multa de R$ 130,16 e a adição de 4 pontos no prontuário do condutor.

Para entender melhor essa infração, podemos dar alguns exemplos práticos. Imagine que você está dirigindo um táxi ou um ônibus e decide cobrar a tarifa dos passageiros enquanto o veículo ainda está em movimento. Isso configura a infração descrita no inciso VII do artigo 252.

É importante ressaltar que essa medida foi implementada visando à segurança no trânsito. Realizar qualquer tipo de atividade que desvie a atenção do condutor pode aumentar consideravelmente os riscos de acidentes.

You might be interested:  Multa por Excesso de Jornada de Trabalho: Qual é o Valor?

Portanto, é fundamental evitar realizar qualquer tipo de cobrança ou manuseio financeiro enquanto estiver conduzindo um veículo em movimento. Para garantir sua segurança e cumprir as leis de trânsito, procure sempre parar o veículo antes de efetuar qualquer transação monetária com os passageiros ou usuários do transporte público.

PERNAMBUCO

Os dados do Detran-PE revelam que o uso de celular ao volante é uma prática perigosa em Pernambuco. Entre 2019 e 2022, constatou-se que o uso e/ou manuseio do celular foi classificado como a quarta ou sexta infração mais cometida no Estado.

O crescimento contínuo é uma característica marcante nesse cenário. A taxa média de crescimento anual chega a 30%. Durante o período entre 2016 e maio de 2022, foram registradas um total de 458.713 notificações. É importante ressaltar que houve um aumento significativo a partir do ano de 2017, logo após as mudanças no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), passando de 5.589 para 65.698 notificações.

AUTUAÇÕES EM PE

A utilização de dispositivos móveis, como celulares, é considerada uma infração quando se trata do seu uso enquanto dirigindo. Essa infração pode ocorrer de três formas diferentes: utilizando o celular, segurando-o ou manuseando-o. É importante destacar que essas ações são proibidas e representam um risco para a segurança no trânsito.

No decorrer dos anos, houve um aumento significativo no número de atuações. Em 2016, foram registradas 5.589 atuações, enquanto em 2017 esse número saltou para 65.698. No ano seguinte, em 2018, o total de atuações alcançou a marca de 83.890.

Em seguida, em 2019, houve um novo aumento expressivo com um total de 106.670 atuações registradas ao longo do ano. Já em 2020, apesar da leve queda para 105.488 atuações, ainda foi mantido um patamar elevado.

No entanto, no ano seguinte (2021), ocorreu uma redução considerável nas atuações registradas chegando a apenas 68.876 casos reportados.

NO BRASIL

No ano de 2021, foram registradas no Brasil um total de 246.438 infrações de trânsito relacionadas ao uso do celular enquanto dirigia.

A cada hora, cerca de 28 motoristas são multados por usar o dispositivo enquanto dirigem.

No Estado de São Paulo, mais de um terço (37%) das multas foram registradas.

O uso do celular enquanto dirige é a terceira principal causa de acidentes fatais no trânsito brasileiro, perdendo apenas para o consumo de álcool e o excesso de velocidade.

Funcionamento da multa de celular

O uso do telefone ao volante é considerado uma infração gravíssima, sujeita a multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira. É importante ressaltar que não é permitido falar ao celular nem mesmo utilizando fone de ouvido.

1. A infração por utilizar o telefone ao volante se enquadra no artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

2. Além da multa pecuniária, o condutor também acumula sete pontos em sua carteira de habilitação.

3. O valor da multa pode variar dependendo das leis estaduais vigentes.

5. Isso inclui tanto os aparelhos convencionais quanto smartphones e tablets.

6. Mesmo que esteja utilizando um sistema viva-voz ou Bluetooth, ainda assim é considerada uma infração.

7. A fiscalização dessa prática ocorre através dos agentes de trânsito e também por meio do uso de câmeras instaladas nas vias públicas.

8. É importante destacar que essa proibição visa garantir a segurança no trânsito, evitando distrações desnecessárias aos motoristas.

9. Caso seja flagrado cometendo essa infração mais vezes dentro do período de um ano, o valor da multa pode ser dobrado como medida punitiva adicional.

10.Os órgãos responsáveis pela aplicação das penalidades podem utilizar recursos tecnológicos para identificar os infratores.

Lembre-se sempre de respeitar as leis de trânsito e evitar o uso do celular enquanto estiver dirigindo. Sua segurança e a dos demais condutores é fundamental.

Quais infrações gravíssimas resultam na perda da carteira?

Manobra perigosa é quando um motorista realiza ações arriscadas no trânsito, colocando em risco a sua própria vida e a de outras pessoas. De acordo com o Artigo 175 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), algumas condutas são consideradas manobras perigosas e são classificadas como infração gravíssima.

Algumas dessas condutas incluem ultrapassar veículos de forma imprudente, forçando uma passagem onde não há espaço seguro para isso, além de exceder em 50% o limite máximo da velocidade permitida na via. Essas atitudes podem causar acidentes graves e têm consequências sérias tanto para o infrator quanto para os demais usuários das vias.

É importante ressaltar que evitar realizar manobras perigosas no trânsito é fundamental para garantir a segurança nas ruas e estradas. Respeitar as regras estabelecidas pelo CTB contribui para prevenir acidentes e preservar vidas. Portanto, é essencial estar sempre atento às normativas vigentes e agir com responsabilidade ao volante.

Lei que proíbe o uso de celular no trânsito

A Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, conhecida como Código de Trânsito Brasileiro (CTB), foi atualizada para incluir dispositivos relacionados ao uso do celular durante a condução de veículos automotores. Essa medida visa garantir a segurança no trânsito e evitar acidentes causados pela distração dos motoristas.

You might be interested:  Multa para atraso no pagamento de salário pela empresa

De acordo com as novas regras estabelecidas pelo CTB, o uso do celular enquanto se dirige é considerado uma infração grave. A penalidade para essa conduta é uma multa no valor multiplicado por cinco vezes e a suspensão do direito de dirigir por um período de 12 meses.

Essa alteração na legislação tem como objetivo conscientizar os condutores sobre os riscos envolvidos em utilizar o celular enquanto estão ao volante. Estudos mostram que falar ou digitar mensagens no telefone aumenta significativamente as chances de ocorrerem acidentes, pois desvia a atenção do motorista da estrada e reduz seu tempo de reação.

P.S.: É importante ressaltar que essas medidas foram implementadas visando à segurança viária e à proteção da vida dos usuários das vias públicas. Portanto, é fundamental que todos os motoristas estejam cientes dessas mudanças na lei e evitem qualquer tipo de distração ao volante, especialmente o uso inadequado do celular durante a condução.

Tempo de espera para receber uma multa de trânsito

A multa por falar no celular enquanto dirige pode variar de acordo com a legislação de cada país ou estado. No Brasil, por exemplo, o valor da multa é determinado pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e pode ser classificado como infração média.

O valor da multa por falar no celular ao volante é atualmente de R$ 293,47. Além disso, o motorista também recebe 4 pontos na carteira de habilitação.

É importante ressaltar que essa infração não se limita apenas a fazer ligações telefônicas. Utilizar aplicativos de mensagens, redes sociais ou qualquer outra forma de interação com o celular enquanto estiver dirigindo também configura uma infração.

Caso seja flagrado cometendo essa infração, o condutor receberá uma notificação em seu endereço registrado junto ao órgão responsável pela fiscalização do trânsito. Essa notificação deve chegar dentro do prazo máximo de 30 dias após a data da autuação.

Na notificação constará informações sobre os prazos para pagamento e vencimento da multa. O tempo total para esse processo pode variar dependendo das políticas adotadas pelo órgão responsável pela fiscalização do trânsito em cada região.

Geralmente, o infrator tem um prazo específico para responder às notificações recebidas e efetuar o pagamento da multa dentro desse período estabelecido. Caso contrário, poderá haver acréscimo no valor original da penalidade ou até mesmo outras consequências legais mais graves.

Portanto, é fundamental estar ciente das leis e regulamentos relacionados ao uso do celular durante a condução veicular, a fim de evitar multas e garantir a segurança no trânsito.

Custo do recurso de multa

Uma infração gravíssima que não resulta na suspensão da CNH pode acarretar uma multa no valor de R$ 90,00. No entanto, quando se trata de uma infração gravíssima que por si só suspende a CNH, como dirigir sob a influência de álcool ou substância psicoativa (código 165) ou recusar-se a ser submetido ao teste para certificar influência de álcool (código 165A), o custo do recurso é mais elevado, totalizando R$ 400,00.

É importante ressaltar que esses valores são referentes à legislação brasileira e podem sofrer alterações ao longo do tempo. Portanto, é fundamental consultar as leis vigentes para obter informações atualizadas sobre os valores das multas.

P.S.: Fique atento às normas de trânsito e evite cometer infrações que possam colocar em risco sua segurança e a dos demais condutores. Lembre-se também da importância de sempre estar ciente das leis e regulamentos relacionados ao trânsito para evitar surpresas desagradáveis.

Qual é o limite da multa?

Dirigir em velocidade até 20% acima do limite da via é considerado uma infração média, o que resulta em uma multa de R$ 130,16 e a adição de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Já dirigir com velocidade entre 20% e 50% acima do limite estabelecido é classificado como infração grave, implicando em uma multa no valor de R$ 195,23 e quatro pontos na CNH.

Falar ao celular enquanto dirige também é considerado uma infração. A Lei nº 9.503/97, conhecida como Código de Trânsito Brasileiro (CTB), proíbe o uso do celular durante a condução do veículo. Essa prática pode distrair o motorista e aumentar significativamente os riscos de acidentes no trânsito.

As multas por falar ao celular variam conforme as leis estaduais ou municipais vigentes. Em geral, essa infração é classificada como gravíssima, com penalidades mais severas: multa no valor multiplicado por três (atualmente cerca de R$ 293) e sete pontos adicionados à CNH. Além disso, há a possibilidade da retenção do veículo até que seja sanada a irregularidade.

– Dirigir até 20% acima da velocidade permitida: infração média – multa de R$130,16 + cinco pontos na CNH.

– Dirigir entre 20% e 50% acima da velocidade permitida: infração grave – multa de R$195,23 + quatro pontos na CNH.

– Falar ao celular enquanto dirige: infração gravíssima – multa de aproximadamente R$293 x 3 + sete pontos na CNH.