Logistica

O Que É Picking Na Logística: Desvendando os Segredos do Processo de Separação de Produtos

O Que É Picking Na Logistica

Picking , ou order picking , é o processo de separação e preparação dos pedidos, para que eles cheguem corretamente até o consumidor. Nos sistemas de gestão para lojas virtuais, o processo de picking é atrelado a separar todos os produtos vendidos que serão enviados.

O Conceito de Picking na Logística

O termo picking, também conhecido como order picking, é utilizado na logística para se referir ao processo de separação de pedidos. Essa atividade consiste em escolher os itens solicitados pelos clientes e prepará-los para o envio.

O processo de picking é extremamente importante para garantir uma boa experiência do cliente. Durante essa etapa, é crucial evitar erros na seleção dos produtos, atrasos excessivos, danos aos itens e outros problemas que possam afetar negativamente o consumidor.

Existem diferentes métodos utilizados para separar os produtos, como a separação manual ou o uso de equipamentos automatizados, como esteiras e transelevadores. No entanto, o foco principal deve estar nas oportunidades de melhorar a satisfação do cliente.

Tipos de picking na logística: uma análise detalhada

Nessa modalidade de separação, cada pedido é separado individualmente.

Geralmente, um funcionário recebe uma ordem de separação e percorre cada seção em busca dos produtos até que todos sejam devidamente separados, concluindo assim todo o processo.

Esse procedimento geralmente apresenta uma menor taxa de erros, pois apenas um indivíduo é responsável por separar os produtos de uma ordem de cada vez. No entanto, isso acaba sendo mais demorado, já que o tempo necessário para se deslocar entre os itens é maior.

Picking por área ou zona: Entendendo o processo logístico

No sistema de picking por área, o armazém é dividido em zonas que contêm diferentes categorias de produtos. Cada colaborador é designado para coletar os itens em uma zona específica.

Quando um pedido chega ao estoque, os funcionários se movem para preencher os itens de acordo com sua área designada. Assim que todos os produtos chegam à área de embalagem (falaremos mais sobre isso adiante), o pedido é finalizado e segue para a próxima etapa.

Esse tipo de seleção exige que a equipe seja altamente organizada e eficiente para evitar erros, mas é especialmente eficaz em operações que possuem uma grande variedade de produtos em seu estoque.

Picking por lote

No método de picking por lote, o funcionário encarregado coleta várias ordens de separação ao mesmo tempo para realizar a coleta em uma única vez.

Dessa forma, ele coleta a quantidade total de produtos necessários para atender todos os pedidos e, em seguida, os separa de acordo com as preferências individuais de cada cliente.

Essa abordagem permite uma otimização do tempo de separação quando o estoque possui um número limitado de itens, porém aumenta a possibilidade de erros.

Nesse sentido, é importante considerar etapas de verificação ao longo do procedimento. Por conseguinte, é válido refletir sobre pontos de controle durante o processo.

Picking por onda

Esse método é especialmente recomendado para operações que possuem uma grande variedade de produtos e um alto volume de pedidos. Isso ocorre porque…

Nesta abordagem, cada funcionário é encarregado de realizar a separação de um pedido, semelhante ao método do picking discreto. No entanto, a coleta dos itens é feita em turnos ou em horários agendados para cumprir prazos acordados com os clientes. Essa estratégia facilita a coordenação das etapas seguintes do processo.

Entendendo o processo de picking

Picking, também conhecido como separação de pedidos, é um termo em inglês utilizado na logística para se referir ao processo de escolher e separar os produtos necessários para atender a uma venda. Basicamente, quando uma venda é realizada, a empresa precisa localizar os itens solicitados nos seus armazéns, separá-los e enviá-los ao cliente.

Esse processo de picking envolve várias etapas importantes que garantem a eficiência do sistema logístico da empresa. Entre essas etapas estão:

1. Recebimento do pedido: A equipe responsável pelo picking recebe as informações sobre o pedido realizado pelo cliente.

2. Localização dos produtos: Com base nas informações fornecidas no pedido, os funcionários devem encontrar onde cada item está armazenado dentro do estoque.

3. Separação dos produtos: Após localizar os itens solicitados, eles são retirados das prateleiras ou estantes e colocados em um local específico para serem preparados para o despacho.

You might be interested:  A Logística é Essencial para o E-commerce

4. Verificação da quantidade e qualidade: Antes de enviar os produtos ao cliente, é importante conferir se todos estão corretos e em perfeitas condições.

5. Embalagem dos produtos: Os itens selecionados são embalados adequadamente para protegê-los durante o transporte até o destino final.

6. Despacho dos produtos: Por fim, após todo esse processo de picking ser concluído com sucesso, os pacotes são enviados aos clientes por meio das transportadoras contratadas pela empresa.

Essa sequência de atividades garante que cada produto seja entregue corretamente aos clientes dentro do prazo estipulado pela empresa.

Portanto,o picking desempenha um papel fundamental na cadeia logística das empresas, garantindo a satisfação dos clientes e o bom funcionamento do processo de venda e entrega.

Diferença entre Picking e Packing na Logística

Conforme mencionado anteriormente, vamos agora distinguir os conceitos de picking e packing. Vamos explicar essas duas atividades sem nos aprofundarmos em outros aspectos relacionados ao tema.

Embora possuam nomes parecidos, são fases distintas no processo de entrega dos produtos ao cliente.

O processo de packing consiste em embalar o produto antes de ser enviado para a transportadora. Sua principal finalidade é assegurar a qualidade do item, evitando possíveis roubos e danos durante o transporte.

Durante esse procedimento, é fundamental empregar uma embalagem adequada para cada tipo de produto. Por exemplo, produtos frágeis devem ser protegidos com cuidado para garantir a preservação de suas características originais.

Objetivo do picking

O processo de Picking, também conhecido como Order Picking, envolve a coleta e separação de produtos com base em um pedido recebido. O objetivo principal é garantir que as mercadorias sejam liberadas o mais rápido possível para estarem disponíveis no local de entrega desejado, sem erros durante todo o procedimento.

Aqui estão alguns pontos importantes sobre o Picking:

– Coleta e separação: O Picking consiste na busca dos itens solicitados no pedido e sua posterior separação para facilitar a entrega.

– Eficiência temporal: A agilidade é essencial nesse processo, visando reduzir ao máximo o tempo necessário para que os produtos estejam prontos para serem enviados.

– Precisão: É fundamental evitar erros durante a coleta e separação dos produtos, garantindo que cada item seja corretamente identificado e incluído no pedido.

– Localização estratégica: Os produtos devem estar organizados em locais específicos dentro do armazém ou estoque, facilitando assim a localização rápida durante o processo de picking.

– Tecnologia auxiliar: Muitas empresas utilizam sistemas informatizados ou equipamentos automatizados para otimizar ainda mais o processo de picking.

Esses são apenas alguns aspectos relevantes relacionados ao Picking. Essa etapa desempenha um papel crucial na logística das empresas, permitindo uma gestão eficiente do estoque e atendendo às demandas dos clientes com rapidez e precisão.

A importância da otimização do picking na gestão de estoque

O custo do picking pode representar mais de 60% dos gastos operacionais da sua empresa! Essa proporção é extremamente relevante e não deve ser negligenciada pelos gestores.

A satisfação do cliente é diretamente afetada por erros nos pedidos e atrasos na entrega, sendo fundamental colocá-lo no centro das decisões.

No entanto, realizar o processo de picking vai além de simplesmente retirar o produto do armazém e prepará-lo para envio. É necessário levar em consideração diversos fatores específicos do negócio, como os métodos de gestão de estoque, as características dos produtos e o tipo de operação realizada.

A gestão de estoque se torna mais complexa quando consideramos diferentes tipos de picking. Por isso, é crucial dedicar atenção à escolha e otimização do método utilizado, visando reduzir erros, retrabalhos, custos e tempo gasto.

No entanto, qual seria a melhor maneira de estabelecer uma rotina eficaz em seu armazém? Aqui estão algumas sugestões que podem ajudar nesse processo.

Quatro tipos de picking: quais são eles?

Os quatro tipos de operação são:

1. Picking discreto: Nesse método, cada item é selecionado individualmente para atender a um pedido específico. Isso permite maior precisão na separação dos produtos, mas pode ser mais demorado quando há muitos pedidos diferentes para serem atendidos simultaneamente.

2. Picking por onda: Nessa modalidade, vários pedidos são agrupados em uma única “onda” ou grupo. Os itens necessários para esses pedidos são coletados juntos em uma única passagem pelo estoque. Essa abordagem é eficiente quando há muitos pedidos semelhantes a serem atendidos ao mesmo tempo.

3. Picking por lote: Aqui, os itens são agrupados em lotes com base nas características do produto ou localização no estoque. Em vez de pegar apenas um item de cada vez, o trabalhador pega todos os itens do mesmo lote antes de prosseguir para o próximo lote. Esse método pode agilizar o processo se houver muitos itens repetitivos nos pedidos.

4. Picking por zona: Nesse tipo de operação, o armazém é dividido em zonas ou áreas designadas para cada trabalhador responsável pela separação dos produtos nessas áreas específicas do estoque. Cada trabalhador concentra-se exclusivamente na sua área atribuída durante todo o processo do picking.

Implantação do Picking na Logística: Um Guia Prático

A aplicação de uma estratégia de picking vai além da seleção de um dos tipos mencionados anteriormente.

You might be interested:  O Que Faz Um Assistente De Logistica

É necessário realizar um escaneamento completo das forças e fraquezas da sua gestão de estoque.

No entanto, não é necessário que essa seja uma tarefa difícil. Aqui estão algumas sugestões para auxiliá-lo nessa jornada.

Entenda o processo de separação de pedidos na logística

Para otimizar o trabalho no armazém, é essencial implementar um sistema específico que permita aos colaboradores navegar pelo ambiente de forma intuitiva. Isso garantirá uma operação eficiente e facilitará as tarefas diárias.

Uma maneira prática de organizar o espaço é colocar a área de embalagem próxima à expedição.

Além de garantir uma estrutura física adequada, é fundamental que os processos relacionados à etapa de picking sejam planejados com eficiência. Segue abaixo uma dica para alcançar esse objetivo.

Padronize o processo de picking na logística

A padronização dos processos é essencial para assegurar a eficiência da organização do armazém.

Dessa forma, é fundamental realizar atividades específicas toda vez que ocorrer a chegada de novos produtos. Geralmente, isso implica em registrar o item e seu respectivo número por meio da leitura do código de barras e posteriormente colocá-lo no local correto.

Caso isso não ocorra, o processo de picking pode ser prejudicado pela dificuldade em localizar os itens da ordem de separação.

Atente-se aos produtos mais pedidos

Suponha que você possua uma sorveteria e o sabor mais popular seja o de chocolate. Seria sensato armazenar esse produto no refrigerador dos fundos? Isso seria contraproducente, não é mesmo?

É importante aplicar essa mesma abordagem aos produtos mais populares em seu armazém. Certifique-se de mantê-los próximos à área de embalagem e em uma altura conveniente para facilitar o acesso.

Tecnologia é sua maior aliada

Pense em realizar uma verificação do estoque utilizando planilhas impressas. Isso pode ser extremamente cansativo e desgastante, concorda?

A consequência imediata de todas essas vantagens? Redução de custos! Sendo assim, esse é um investimento obrigatório para qualquer negócio que tem o objetivo de crescer e se tornar mais eficiente.

Monitore a operação sempre

É sempre importante buscar melhorias, mesmo quando as coisas estão indo bem. Por isso, é fundamental acompanhar de perto as atividades do seu armazém para identificar possíveis áreas de aprimoramento, pontos fracos nos processos e outras questões relevantes.

Como resultado, ocorre uma evidente melhoria na prestação do serviço e um destaque tanto no mercado quanto perante os clientes.

Funcionamento do picking

O picking, também conhecido como separação de pedidos, é uma atividade essencial na logística que consiste em coletar os produtos solicitados pelos clientes. Esse processo ocorre dentro do estoque da empresa e tem como objetivo preparar os itens para a expedição e transporte.

Durante o picking, os colaboradores são responsáveis por percorrer o armazém e selecionar os produtos necessários para cada pedido. Eles utilizam sistemas de identificação, como códigos de barras ou etiquetas, para localizar as mercadorias corretas.

Após a seleção dos produtos, eles são encaminhados à área de expedição. Nesse local, ocorre a conferência dos itens coletados para garantir que tudo esteja correto antes do envio aos clientes.

Existem diferentes métodos de picking que podem ser adotados pelas empresas. Alguns exemplos incluem:

1. Picking por zona: O estoque é dividido em zonas específicas e cada colaborador é designado para uma determinada área. Dessa forma, eles se especializam naquela região e conseguem realizar as tarefas com maior agilidade.

2. Picking por lote: Os pedidos são agrupados em lotes semelhantes com base nas características dos produtos ou nos destinos das entregas.

3. Picking por onda: Os pedidos são agrupados em ondas conforme sua prioridade ou prazo de entrega estabelecido.

4. Picking por voz: Utiliza-se um sistema onde o colaborador recebe instruções através de fones de ouvido conectados a um dispositivo móvel.

5. Pick to light: Luzes indicativas auxiliam o operador na identificação dos locais onde os produtos devem ser coletados.

A eficiência do picking é fundamental para garantir a agilidade e precisão no atendimento aos clientes. Um processo bem estruturado contribui para redução de erros, diminuição de custos operacionais e aumento da satisfação dos consumidores.

Diferença entre picking e packing

O Picking na logística é um processo fundamental para a separação de produtos no estoque. Trata-se da atividade de coletar os itens necessários para atender aos pedidos dos clientes, garantindo que sejam corretamente selecionados e disponibilizados para o próximo estágio do processo logístico.

Essa etapa envolve a identificação precisa dos produtos solicitados, seja por meio de códigos de barras, etiquetas ou outros sistemas de identificação. Além disso, é importante que o picking seja realizado com agilidade e precisão, evitando erros que possam comprometer a entrega dos pedidos.

Já o Packing é o processo responsável pela embalagem da mercadoria para envio. Após a separação dos produtos no picking, eles são cuidadosamente embalados em caixas ou envelopes adequados ao seu tamanho e fragilidade. Essa etapa também pode incluir a inserção de materiais protetores, como plástico bolha ou papel amassado, visando garantir que os itens cheguem ao destino final em perfeitas condições.

You might be interested:  Centro Logístico: A Chave para a Eficiência na Distribuição

Ambos os processos são essenciais para otimizar as operações logísticas das empresas, principalmente aquelas voltadas ao varejo digital. A eficiência no picking garante uma rápida resposta às demandas dos clientes e minimiza erros nos pedidos enviados. Já o packing contribui diretamente para a satisfação do cliente final ao proteger adequadamente os produtos durante todo o trajeto até sua entrega.

P.S.: O picking e packing são partes fundamentais da cadeia logística e devem ser realizados com máxima eficiência e qualidade. Portanto, investir em tecnologias avançadas de controle de estoque, como sistemas automatizados e leitores de códigos de barras, pode ser uma estratégia inteligente para garantir a excelência nesses processos.

Principais tipos de picking

O picking na logística é uma etapa fundamental no processo de separação e preparação de pedidos. Existem diferentes métodos de picking que podem ser utilizados, dependendo das necessidades e características da operação.

Um dos métodos mais comuns é o picking discreto, onde apenas uma pessoa fica responsável por todo o processo. Isso diminui a chance de erros, já que a mesma pessoa está familiarizada com os produtos e suas localizações no estoque. Além disso, esse método permite um maior controle sobre as atividades realizadas durante o picking.

Outro método bastante utilizado é o picking por onda. Nesse caso, vários pedidos são agrupados em lotes ou ondas para serem processados simultaneamente. Essa abordagem pode aumentar a eficiência do processo, pois reduz o tempo gasto em deslocamentos dentro do armazém.

Já o picking por lote consiste em agrupar itens semelhantes ou relacionados em lotes para facilitar sua separação. Esse método é especialmente útil quando há grande demanda por determinado produto ou quando se trabalha com produtos perecíveis.

Por fim, temos também o picking por zona, onde cada área do armazém possui um responsável pelo seu próprio setor. Dessa forma, cada colaborador fica encarregado apenas pela separação dos produtos da sua respectiva zona geográfica dentro do estoque.

Entendendo o conceito de packing

O picking é uma etapa fundamental na logística, que consiste em selecionar os produtos corretos para atender aos pedidos dos clientes. Esse processo envolve a localização e retirada dos itens no estoque de forma eficiente e precisa. O objetivo do picking é garantir que os produtos sejam separados corretamente, evitando erros e atrasos nas entregas.

Após o processo de picking, entra em cena o packing, que é responsável por embalar e etiquetar os produtos selecionados. Essa etapa também desempenha um papel crucial na logística, pois tem como objetivo proteger os itens durante o transporte até chegar ao destino final.

É importante ressaltar que um bom packing contribui para evitar reclamações por parte dos clientes relacionadas à integridade dos produtos recebidos. Ao receberem suas encomendas em perfeitas condições, aumenta-se a satisfação do cliente com relação à empresa fornecedora.

Portanto, tanto o picking quanto o packing são processos essenciais na logística para garantir uma operação eficiente e satisfatória tanto para as empresas quanto para seus clientes finais. Através dessas etapas bem executadas é possível minimizar erros nos pedidos realizados pelos consumidores e proporcionar uma experiência positiva desde a compra até a entrega do produto desejado.

Quais são as desvantagens do picking?

Além disso, o picking por zonas também contribui para uma melhor organização do estoque. Com cada zona destinada a determinados produtos ou categorias, fica mais fácil localizar e acessar os itens necessários para atender aos pedidos dos clientes. Isso reduz as chances de erros na separação e ordenação dos produtos, já que os operadores estão familiarizados com a disposição dos itens em suas respectivas zonas.

Esses possíveis erros podem resultar em envios incorretos ou incompletos aos clientes, causando insatisfação e retrabalho posteriormente. Portanto, é fundamental implementar mecanismos eficientes de controle de qualidade e comunicação entre as equipes responsáveis pelas diferentes zonas.

P.S.: O picking por zonas oferece benefícios significativos no processo logístico ao economizar tempo de deslocamento e melhorar a organização do estoque. No entanto, é necessário estar atento aos riscos de erros na separação e ordenação dos pedidos, garantindo um controle de qualidade eficiente para evitar problemas futuros.

A importância do picking em um armazém

O picking é uma etapa fundamental na logística de armazenagem, sendo responsável por selecionar os produtos corretos e prepará-los para o envio aos clientes. É um processo que exige organização e eficiência, pois impacta diretamente no controle de estoque e nos custos de frete.

Um sistema de picking bem estruturado permite rastrear com precisão a quantidade de produtos disponíveis em cada localização do armazém. Isso facilita o gerenciamento do estoque, evitando problemas como falta ou excesso de mercadorias. Além disso, ao saber exatamente onde cada item está armazenado, é possível otimizar as operações internas e reduzir o tempo gasto na busca pelos produtos.

P.S.: O processo de picking desempenha um papel crucial na logística das empresas, garantindo agilidade nas entregas e satisfação dos clientes. Portanto, investir em métodos eficientes para essa etapa da cadeia produtiva pode trazer benefícios significativos tanto financeiros quanto operacionais.