como

Desvendando a Arte de Criar um Poema: Um Guia

Como Fazer Um Poema

Escrever um poema pode ser um desafio para muitas pessoas, já que a criação desse tipo de texto não é amplamente abordada na escola ou em concursos e vestibulares.

No entanto, é inegável que possuímos um imenso potencial criativo que frequentemente fica subutilizado. É importante refletir sobre isso e seguir as orientações a seguir para criar um poema.

Dicas para Criar um Poema

A inspiração desempenha um papel fundamental na criação de um poema. Uma maneira de encontrar essa inspiração é através da leitura de outros poemas. Embora seja importante conhecer os clássicos da literatura, como Camões, Shakespeare, Dante, Cervantes e Machado de Assis, não precisamos nos limitar a eles para buscar nossa própria inspiração.

Opte por entre diferentes estilos de poesia e autores, selecionando aquele que mais lhe inspira. Experimente ler um soneto, um poema contemporâneo, um haicai ou até mesmo uma peça teatral. A diversidade pode ser fundamental para iniciar essa jornada.

Cada pessoa tem suas próprias formas de encontrar inspiração, como ouvir música, fazer uma caminhada ao ar livre, apreciar obras de arte ou se envolver em atividades artesanais. O essencial é descobrir o que nos inspira e buscar por isso.

Como Criar um Poema: Explorando todos os Sentidos

Além da sugestão mencionada anteriormente, podemos explorar os cinco sentidos do ser humano. Isso ocorre porque a poesia é uma forma de expressão que muitas vezes surge a partir da nossa interação com o mundo e as sensações associadas aos nossos sentidos podem nos auxiliar nessa jornada.

Na questão da visão, é possível contemplar obras de arte ou até mesmo coisas simples que estão ao nosso alcance, como uma pessoa, uma árvore ou um carro passando. Além disso, podemos refletir sobre os sons que permeiam o mundo ao nosso redor: desde a água correndo na torneira até o canto dos pássaros lá fora e as risadas das crianças brincando na rua.

Experimentar diferentes aromas que nos proporcionam prazer, como o aroma do café fresco ou o cheiro da chuva, pode ser um estímulo interessante para iniciar a criatividade. É importante lembrar que o paladar e o tato também desempenham um papel importante nesse processo. Portanto, é válido aguçar esses dois sentidos através de experiências gustativas prazerosas e explorando as diversas texturas dos alimentos.

Uma sugestão bastante interessante é experimentar colocar uma venda nos olhos e descrever verbalmente os objetos que são tocados, ou até mesmo os sabores que são provados. Essa atividade estimula a percepção sensorial de forma diferente e pode ser muito divertida.

Depois de passar por essa etapa inicial de busca e descoberta da inspiração, é chegada a hora de selecionar o assunto. Essa escolha é fundamental para começarmos a refletir sobre as palavras que serão utilizadas e o objetivo que se pretende transmitir.

Nesta fase, vamos explorar aquilo que chamados de “estrutura interna” e que diz respeito ao conteúdo, o assunto do poema. Pode ser algo recente pelo qual você passou, algum momento importante que teve com os amigos, com a família, ou mesmo sobre algum objeto que você gosta bastante.

É importante lembrar que os poetas têm a liberdade de explorar o mundo da forma que desejarem, utilizando sua “licença poética”.

Alguns temas para abordar em poemas são:

  • amor
  • morte
  • saudade
  • solidão
  • vida
  • mundo
  • ser/existência
  • alma
  • sonho
  • amigos
  • pais
  • sociedade
  • política
  • erotismo
  • natureza
  • velhice
  • juventude
  • viagem
  • liberdade
  • literatura

Caso você queira conferir alguns modelos de poemas, recomendo dar uma olhada em:

.

Como Criar um Poema: Definindo a Estrutura Externa

Quando nos referimos à estrutura do poema, estamos falando sobre sua organização formal, conhecida como “estrutura externa”. Isso inclui elementos como tipos de versos, estrofes e esquemas de rimas.

You might be interested:  Dicas para um Beijo de Língua Inesquecível

Após estabelecer o conteúdo do poema, é necessário escolher entre criar um soneto com métrica ou um poema contemporâneo com versos e estrofes livres.

Não se engane pensando que todos os poemas são estáticos, com rima ou palavras complexas. Isso é completamente falso! Os poemas podem ser livres, ter um número pequeno (ou grande) de estrofes e usar uma linguagem informal.

Dicas para Criar um Poema Original

Ler frases clichês é extremamente desagradável, pois elas já foram tão repetidas ao longo do tempo que perderam toda a sua originalidade. Além das frases, também podemos pensar em ideias clichês que são excessivamente repetidas.

É bastante frequente nos depararmos com clichês em uma linguagem informal, como por exemplo, a expressão “fechar com chave de ouro”.

Caso você queira criar um poema original e evitar clichês, é importante lembrar que na literatura os clichês são considerados falta de criatividade por parte dos poetas. Certamente, isso não é o que você deseja, certo? Portanto, ao escrever seu texto, utilize suas próprias palavras sem expandir o assunto além do necessário.

Dicas para criar um poema de qualidade

Dicas para escrever um bom poema:

1) Tenha um objetivo claro em mente.

3) Evite clichês comuns.

4) Não exagere no melodrama.

5) Estimule todos os sentidos do leitor com suas palavras.

6) Utilize figuras de linguagem para enriquecer sua escrita.

7) Evite usar palavras abstratas demais.

8) Seja original e pense fora dos padrões convencionais.

Lembre-se sempre dessas dicas ao escrever seus poemas!

6. Conheça as figuras de linguagem

As figuras de linguagem desempenham um papel fundamental na poesia, pois contribuem para a criação de textos mais expressivos e carregados emocionalmente.

Mesmo que você não esteja familiarizado com todas as figuras de linguagem, elas são utilizadas no dia a dia sem que você perceba, como em uma conversa informal com amigos.

Existem várias figuras de linguagem frequentemente utilizadas em poemas, como a metáfora, hipérbole, sinestesia, antítese e personificação. É importante conhecer essas figuras antes de começar a escrever um poema, pois elas podem torná-lo ainda mais interessante.

As características essenciais de um poema

O verso é uma linha do poema e pode variar em tamanho e estrutura. Alguns versos são curtos, enquanto outros são mais longos. A métrica se refere ao padrão de sílabas ou sons repetidos em cada verso. Ela ajuda a criar um ritmo específico no poema.

A estrofe é um grupo de versos organizados juntos dentro do poema. Pode haver diferentes números de versos em cada estrofe e elas podem ter tamanhos diferentes também. A rima ocorre quando há semelhança sonora entre palavras no final dos versos ou dentro dos próprios versos.

Por fim, o ritmo é a cadência ou fluxo das palavras no poema. Ele pode ser rápido ou lento dependendo da escolha das palavras e da maneira como são colocadas nos versos.

Esses elementos trabalham juntos para criar uma experiência única ao ler ou recitar um poema. Cada autor tem sua própria maneira de utilizar essas características para transmitir suas mensagens por meio da linguagem poética.

7. Comece a rascunhar

Esboçar as ideias pode ser uma excelente oportunidade para filtrar o que é relevante do que não é. É comum que ninguém comece escrevendo algo definitivo, pois a revisão e aprimoramento são parte natural do processo de escrita. Por isso, rascunhar é uma etapa essencial antes de chegar ao texto finalizado.

Por isso, nessa fase, é essencial “jogar” tudo ali no papel ou na tela do computador. Lance frases e palavras que sejam inspiradoras e que podem conter uma carga emocional grande para você.

Uma atividade interessante consiste em criar uma “nuvem de palavras” ou até mesmo colocar algumas palavras em um saco e agitá-lo. Aos poucos, é possível retirar as palavras e anotar aquelas selecionadas.

A formação de um poema

Um poema é um tipo de texto literário que é escrito em versos e organizado em estrofes. Os versos podem ser classificados como regulares, brancos ou livres, dependendo da sua estrutura. Quando o poema possui versos regulares, ele pode apresentar diferentes tipos de rimas. Além disso, um poema pode assumir características narrativas, dramáticas ou líricas.

You might be interested:  Como verificar se fui aprovado no Bolsa Família

Aqui estão alguns exemplos de poemas:

1. Soneto: Um tipo de poema composto por 14 versos distribuídos em duas quadras e dois tercetos.

3. Ode: Um gênero lírico que celebra algo ou alguém específico.

4. Trova: Uma forma popular de poesia com quatro versos e rima ABBA.

Esses são apenas alguns exemplos dos diversos tipos de poemas existentes na literatura brasileira e mundialmente reconhecidos pela sua beleza e expressividade artística.

8. Produza sua arte final

Agora é o momento de criar o seu poema de forma definitiva. De maneira muito comum, podemos dizer que é a hora de começar a trabalhar nele.

Caso você ache que é prematuro, recomenda-se revisitar as etapas anteriores e verificar se alguma delas não foi devidamente esclarecida e precisa ser explorada com mais profundidade. É crucial evitar a sensação de pressão e permitir que tudo flua naturalmente.

Com calma vá unindo os “pedacinhos” e faça um belo mosaico poético. Um erro muito comum é pensar que um poema precisa ter muitas linhas, ser super longo.

Uma forma poética conhecida como Haicai é composta por três versos. Se você optar por seguir esse caminho, comece escrevendo o texto com suas próprias palavras, sem expandir o assunto além disso.

O importante é não se desesperar. Se escolheu muitos temas e está se perdendo em todos, prefira focar em um deles de cada vez.

O autor do poema é quem?

Um poeta é alguém que escreve poemas. No português, o termo feminino para poeta pode ser tanto “poeta” quanto “poetisa”. Além disso, no plural, podemos usar tanto “poetas” quanto “poetisas”. Os próprios poetas podem se descrever como tal ou serem descritos dessa forma por outras pessoas.

Lista de palavras relacionadas a um poeta:

– Compositor

– Escritor

– Criador literário

– Versificador

– Artista das palavras

9. Releia tudo pausadamente

Após concluir a escrita, é essencial revisar o texto. A etapa de revisão é crucial para identificar possíveis erros ortográficos ou falta de pontuação adequada. Para realizar essa tarefa, recomenda-se ler o texto pausadamente e, se possível, em voz alta.

Caso deseje, é possível compartilhar sua poesia com membros da família, amigos ou vizinhos. Os comentários que receber podem ser muito úteis para aprimorar cada vez mais suas habilidades na escrita de textos poéticos.

Ter uma perspectiva externa também pode nos auxiliar a avaliar se a ideia foi adequadamente transmitida e compreensível para o destinatário. No entanto, é importante não se abalar ou recuar diante das críticas, pois elas são construtivas e contribuem para nosso aprimoramento.

Caso tenha sido o seu primeiro poema, não se preocupe caso algo tenha passado despercebido. O fundamental é continuar aprendendo e buscando inspiração. A habilidade vem com o tempo. Após a primeira experiência, você perceberá que cada dia esse processo ficará mais tranquilo e natural.

Para obter mais informações sobre o assunto, consulte os seguintes textos:

Formada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e com graduação em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Desde 2012, ela se dedica à produção e gestão de conteúdo online, tendo um grande interesse pelas letras, artes e culturas.

Neste guia, vamos explorar o processo de criação de um poema passo a passo, fornecendo dicas úteis ao longo do caminho. A arte da escrita poética pode parecer desafiadora à primeira vista, mas com as orientações corretas e um pouco de prática, qualquer pessoa pode se aventurar nesse mundo criativo. Vamos começar!

A importância das rimas em um poema

1) O que é um poema? Um poema é uma forma artística de expressão escrita que utiliza recursos linguísticos para transmitir emoções, ideias e reflexões. Ele pode ser composto por versos organizados em estrofes e apresentar características específicas dependendo do estilo adotado pelo autor.

You might be interested:  O Bico da Mama no Início da Gravidez: Um Olhar Ilustrado

3) A importância da criatividade na criação de poemas: Fazer um poema requer imaginação e liberdade criativa. Não há regras fixas sobre como deve ser feito; cada autor tem sua própria voz única. Portanto, permita-se explorar diferentes abordagens literárias e experimente técnicas diversas para encontrar seu estilo pessoal na arte da escrita poética.

Como criar um poema rimado?

Ao utilizar o esquema rimático interno, é importante escolher as palavras com cuidado para garantir que a sonoridade seja harmoniosa e fluente. Por exemplo, podemos usar palavras como “amor” e “flor”, “céu” e “réu”, ou até mesmo criar novas combinações inusitadas para surpreender os leitores.

Essa técnica pode ser utilizada em diferentes tipos de poemas, como sonetos, haicais ou quadras. Ao incorporar o esquema rimático interno em seu poema, você estará adicionando um elemento extra de criatividade e expressão à sua escrita.

Tipos de poemas

Um poema pode ser composto por diferentes tipos de estrofes, que são agrupamentos de versos. Cada tipo de estrofe possui um número específico de versos e isso influencia na estrutura e no ritmo do poema.

O monóstico é uma estrofe formada por apenas um verso. Essa forma é bastante concisa e direta, permitindo ao autor transmitir uma ideia ou sentimento em poucas palavras.

Já o dístico, também conhecido como parelha, é composto por dois versos. Essa estrutura permite a criação de rimas entre os versos, criando um ritmo mais marcado no poema.

O terceto ou trístico consiste em três versos. Esse formato é muito utilizado na escrita dos sonetos, onde os tercetos podem ser utilizados para desenvolver argumentações ou contrastar ideias.

A quadra ou quarteto possui quatro versos. É uma das formas mais comuns encontradas nos poemas populares brasileiros, como as cantigas de roda e quadrinhas infantis.

O sextilha, sexteto ou hexástico apresenta seis versos. Com essa quantidade maior de linhas disponíveis para a escrita do poeta, há espaço para desenvolver narrativas mais complexas ou explorar emoções com maior profundidade.

A septilha (ou hepteto) consiste em sete versos. Nesse formato ainda menos frequente nas produções literárias contemporâneas brasileiras P.S., o autor tem a oportunidade de criar uma estrutura mais longa e explorar diferentes recursos poéticos.

O significado de um poema exemplar

Um poema é uma forma de expressão literária que utiliza versos, organizados em estrofes. Esses versos podem seguir diferentes padrões: regulares, brancos ou livres. Quando um poema é composto por versos regulares, ele pode apresentar diversos tipos de rimas ao longo do texto. Além disso, um poema pode assumir diferentes características narrativas, dramáticas ou líricas.

A estrutura básica de um poema consiste na divisão dos versos em estrofes. Cada estrofe representa uma unidade dentro do texto e pode ser formada por qualquer número de versos. A escolha da quantidade de versos em cada estrofe contribui para a construção do ritmo e da cadência do poema.

Os versos podem ser classificados como regulares quando possuem uma métrica fixa e seguem um determinado padrão rítmico. Nesse caso, os poemas costumam apresentar rimas ao final dos versos ou em posições específicas dentro das estrofes.

Por outro lado, existem também os poemas compostos por versos brancos ou livres. Nesses casos, não há uma métrica fixa a ser seguida nem a obrigatoriedade de utilizar rimas no texto. Isso permite maior liberdade criativa ao autor na hora de escrever o seu poema.

Definição de poesia

Ao escrever os versos do seu poema, leve em consideração aspectos como ritmo (a cadência das sílabas), sonoridade (como as palavras soam juntas) e métrica (a organização rítmica dos versos). Além disso, explore recursos estilísticos como aliterações (repetição de sons consonantais), assonâncias (repetição de sons vocálicos) e figuras de linguagem para tornar seu poema mais rico.

Por fim, revise seu trabalho várias vezes para garantir coesão textual e eliminar possíveis erros gramaticais. Lembre-se também que fazer um poema é uma forma livre de expressão artística; portanto não há regras fixas a seguir. Seja criativo(a) ao experimentar diferentes estilos e formas de escrever, permitindo que sua voz única seja ouvida através das palavras.